OUÇA 105,9 AO VIVO
 

Notícias

  • Colina aplicou 14101 doses da Vacina contra a COVID-19 - 22/07/2021


    Segundo dados do Vacinômetro, plataforma criada pelo Governo de São Paulo para acompanhar a vacinação contra a COVID-19, Colina já aplicou 14101 doses da vacina.

    Desse total 10348 são referentes a primeira dose (55,82% da população); 3286 segunda dose (17,72%) e 466 dose única (2,51%).

    A vacinação segue em Colina no Ginásio Municipal de Esportes para pessoas a partir de 30 anos.

     

  • Colina tem 58 pessoas em tratamento da COVID-19 - 22/07/2021


    Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde, Colina tem 58 pessoas em tratamento da COVID-19, sendo que 50 estão em tratamento domiciliar e 8 internadas (5 na enfermaria, 3 na UTI em Barretos).

    Casos suspeitos são 105 e todos estão em isolamento.

    Desde o começo da pandemia, Colina tem 1822 casos confirmados de COVID-19, com 54 óbitos.

    A taxa de ocupação de leitos de UTI na região está em 74,5%, sendo a menor taxa desde março. As novas internações caíram 26,6% nos últimos sete dias.

    A Prefeitura Municipal de Colina, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, orienta que o distanciamento social é essencial e solicita que os cuidados preventivos como lavar as mãos, usar álcool em gel, e evitar aglomerações são imprescindíveis e devem ser seguidos por todos.

     

  • Campanha do Agasalho terá Dia D neste sábado (24) para intensificar doações - 21/07/2021


    A Prefeitura Municipal de Colina, por meio do Fundo Social de Solidariedade,  realiza  no próximo sábado (24), o chamado dia “D” da Campanha do Agasalho “Inverno Solidário 2021”, data destinada aos munícipes que queiram fazer doações de roupas, agasalhos e  cobertores através do sistema drive-thru, garantindo maior comodidade e proteção. A ação conta com a parceria das Secretarias Municipais de Desenvolvimento Social, Indústria, Comércio e Agricultura, Centro de Educação Complementar “Antonio Hideo Ikuma”,  INTERACT  e Associação A Rede de Desenvolvimento Social.

    A campanha foi iniciada no mês passado e já distribuiu 70 kits, beneficiando, até o momento,  cerca de 350 pessoas.

    O drive-thru será realizado defronte ao Centro de Educação Complementar “Antonio Hideo Ikuma”, localizado na Av. Ângelo Martins Tristão, no centro da cidade, no horário das 9 às 17h.

    As famílias colinenses que necessitam receber as doações devem cadastrar-se novamente  na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, pelos telefones: (17) 3341-3933 e (17) 3341-1126.  A entrega dos kits de roupas será agendada, cumprindo todos os protocolos sanitários.

    A Presidente do Fundo, Prof.ª Liliana Jorge Drubi Taha, convida a todos os colinenses a participarem do Dia D. “Estamos vivendo tempos difíceis e o número de pessoas que necessitam de ajuda é cada vez maior. A  solidariedade para com o próximo nunca foi tão necessária. Esse é o momento de contribuirmos para que as famílias possam passar pelo inverno com dignidade, aquecidas. Contamos com a colaboração do colinense”, pontuou.

     

  • São Paulo deve flexibilizar restrições a partir de agosto, diz jornal - 21/07/2021


    O Estado de São Paulo deve reduzir as restrições da chamada fase emergencial de combate à Covid-19 a partir de 1º de agosto. As informações foram divulgadas pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

    Segundo o governo paulista, o Estado está abaixo da marca de 15 mil internados pela Covid-19, após 137 dias ter um número de pacientes acima desta marca, e que chegou a ultrapassar 31 mil pessoas hospitalizadas no pico da segunda onda da pandemia, no final de março.

    No último domingo (18), foram registradas 14.364 internações, somando 7.062 em enfermaria e 7.302 em leitos de terapia intensiva. A ocupação é de 62,5% no Estado e de 58,7% na Região Metropolitana.

     

  • Colina tem 97 pessoas em tratamento da COVID-19 - 21/07/2021


    Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde, Colina tem 95 pessoas em tratamento da COVID-19, sendo que 89 estão em tratamento domiciliar e 8 internadas4 na enfermaria, 4 na UTI em Barretos).

    Casos suspeitos são 87 e todos estão em isolamento.

    Desde o começo da pandemia, Colina tem 1814 casos confirmados de COVID-19, com 54 óbitos.

    A taxa de ocupação de leitos de UTI na região está em 82,5%. As novas internações caíram 24,5% nos últimos sete dias.

    A Prefeitura Municipal de Colina, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, orienta que o distanciamento social é essencial e solicita que os cuidados preventivos como lavar as mãos, usar álcool em gel, e evitar aglomerações são imprescindíveis  e devem ser seguidos por todos.

     

  • Colina é contemplada no programa Juntos Pela Cultura - 20/07/2021


    O município de Colina  foi contemplado  no Programa #Juntos pela Cultura2021, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, de fomento e difusão cultural, que une o Estado, prefeituras e segmentos artísticos para desenvolver a cultura e a economia criativa em todas as regiões paulistas, com gestão e produção da Organização Social “Amigos da Arte”.

    O Prefeito Dieb Taha e o Coordenador de Cultura do município, Gilberto Gonçalves participaram no último dia 13 de junho de cerimônia  no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, da premiação do Programa. O evento contou com a presença do Governador, João Dória, Vice-Governador,  Rodrigo Garcia, Secretário de Cultura e Economia Criativa, Sergio Sá Leitão e do Secretário de Desenvolvimento Regional,  Marco Vinholi e do presidente administrativo da “Amigos da Arte”, José Gregori.

    Ao todo o governo vai investir mais de R$10 milhões em mais de 850 projetos selecionados.

    Colina foi contemplada com o Circuito SP Online, que é um programa que promove a difusão artístico-cultural descentralizado no Estado de São Paulo, por meio da realização de atividades online de arte e cultura, com relevantes profissionais do cenário cultural. Foram disponibilizadas ao município duas atividades da programação do Circuito com apoio de até dez mil reais para cada uma. Em contrapartida, o município se responsabiliza pela infraestrutura técnica das apresentações, gravação das atrações, bem como pela transmissão em redes sociais, plataformas públicas e/ou canais municipais.

    “É mais uma conquista para a nossa cidade, fruto do trabalho desenvolvido pela equipe da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, que mesmo durante este período de dificuldades e limitações por conta da  pandemia de Covid-19, não deixaram de trabalhar em prol dos nossos artistas locais, criando e aproveitando as oportunidades de geração de renda e de visibilidade dos profissionais do setor da cultura”, destacou o Prefeito Dieb.

    Ainda não foram definidas as atrações. O município pode optar entre música, teatro ou dança. Assim que a programação e as datas de exibição forem definidas, haverá ampla divulgação nos canais oficiais e imprensa local.

     

  • Prefeitura de Colina emite decreto com novas recomendações contra a COVID - 20/07/2021


    A Prefeitura de Colina emitiu na tarde de ontem um novo decreto com novas recomendações para o enfrentamento da COVID-19. Segundo as novas regras os estabelecimentos de serviços essenciais poderão todos os dias entre 6h e 22h. com 30% de sua capacidade de atendimento ao público. Os postos de combustíveis poderão funcionar 24 horas por dia, desde que respeitem os protocolos sanitários. Os comércios considerados não essenciais poderão funcionar de segunda a sexta-feira das 6h às 18h e aos sábados das 6h às 14h, ficando vetada a abertura aos domingos e feriados. O atendimento presencial fica limitado a 30% de seu público total e o uso de mascaras segue obrigatório. As igrejas e templos religiosos poderão abrir todos os dias entre 6h e 22h, com 30% do público permitido. Bares, restaurantes, sorveterias, trailers, carrinho e afins poderão atender todos os dias das 6h às 22h com uma hora de tolerância para o fechamento, sendo liberado o delivery após esse horário. Salões de beleza, barbearias, clínicas de estética e afins podem abrir de segunda a sábado das 6h às 22h, sendo proibida a abertura de domingos e feriados. O atendimento deve ser de um cliente por vez. Academias, centros de hidroginásticas, hidroterapias, natação, pilates e afins poderão funcionar todos os dias das 6h às 22h, com atendimento limitado a 10 pessoas ou uma pessoa a cada 20m². O novo decreto libera audiências públicas, reuniões de trabalho e estudos presenciais todos os dias entre 6h e 22h, sendo que os participantes devem ficar sentados a uma distância de dois metros um do outro. Parques, clubes sociais, de lazer e esportivos, Recintos, museus e espaços culturais podem funcionar todos os dias entre 6h e 22h, com 30% de público e com distância de 1,5m a 2m entre as pessoas. Segue proibida a pratica qualquer evento esportivo coletivo em locais públicos ou particulares. Também esta proibida a venda e distribuição de bebidas alcoólicas após as 23h. O decreto também determina toque de recolher entre 23h e 4h, ficando liberado apenas a circulação de pessoas que trabalham em serviços essenciais ou por motivos de saúde. Este novo decreto vale até o dia 1º de agosto.
  • Colina tem 95 pessoas em tratamento da COVID-19 - 20/07/2021


    Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde, Colina tem 95 pessoas em tratamento da COVID-19, sendo que 86 estão em tratamento domiciliar e 9 internadas (5 na enfermaria, 4 na UTI em Barretos).

    Casos suspeitos são 74 e todos estão em isolamento.

    Desde o começo da pandemia, Colina tem 1811 casos confirmados de COVID-19, com 54 óbitos.

    A taxa de ocupação de leitos de UTI na região está em 84,7%. As novas internações caíram 29,6% nos últimos sete dias.

    A Prefeitura Municipal de Colina, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, orienta que o distanciamento social é essencial e solicita que os cuidados preventivos como lavar as mãos, usar álcool em gel, e evitar aglomerações são imprescindíveis  e devem ser seguidos por todos.

     

  • Serrana, SP, completa 16 dias sem mortes por Covid-19, apontam dados da Saúde - 15/07/2021


    Serrana (SP), cidade escolhida para um projeto de vacinação em massa com a CoronaVac contra a Covid-19 do Instituto Butantan, completa, nesta quarta-feira (14), 16 dias sem registros de mortes pela doença. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o último óbito foi em 28 de junho.

    A pasta ainda afirma que apenas três moradores da cidade estão internados em tratamento contra a doença. Todos em enfermarias.

    Além disso, o boletim epidemiológico também aponta uma redução no número de casos em comparação com os últimos meses. Enquanto junho teve um total de 229 casos confirmados, a primeira quinzena de julho vai chegando ao fim com 55. Caso o ritmo de infectados seja mantido, esse mês terminará com metade dos casos em relação ao anterior.

    De acordo com o Vacinômetro do governo estadual, Serrana já vacinou 34.670 mil pessoas com a primeira dose. Destes, 32.363 também receberam a segunda dose e estão completamente imunizados, sendo 27.160 pelo Projeto S, do Butantan.

    De acordo com a secretária de Saúde, Leila Gusmão, as mortes registradas em junho são de moradores com comorbidades. Dois deles não foram vacinados, um recebeu apenas uma dose e outros três completaram a imunização.

    Ela destaca que nenhuma vacina oferece 100% de proteção e que existe, sim, redução das chances de casos graves. Em Serrana, a maioria dos infectados após o projeto do Butantan apresentou sintomas leves, segundo Leila.

    "Existe a infecção. Tenho positividade na cidade, porém [a maioria] é pacientes que têm casos leves e moderados, que estão apenas fazendo a quarentena, tomando medicamentos para dor. Não foi necessário fazer internação", afirma.

     

  • Com vacinação, SP registra queda de 46% nos óbitos por COVID-19 entre internados - 15/07/2021


    O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (14) que a letalidade dos pacientes hospitalizados pela COVID-19 caiu 46% no Estado de São Paulo em junho, em comparação com o mês de março, auge da segunda onda da pandemia no território. O dado é similar à redução de internações, que foi de 44% no mesmo período.

    “A queda acentuada da letalidade do coronavírus em São Paulo é resultado dos altos índices de cobertura vacinal. A melhor forma de preservar vidas é com a vacina, e foi o que aconteceu, principalmente entre os idosos acima dos 70 anos, que já tomaram a primeira e a segunda dose da vacina. A maioria dos vacinados, 80%, com duas doses tomou a vacina do Butantan”, afirmou Doria.

    Junho registrou a taxa de letalidade mais baixa do ano entre os hospitalizados: 19%, com 7.004 pacientes que faleceram mesmo recebendo assistência devido à gravidade clínica. Este número é três vezes menor que o registrado em março, quando a taxa foi a mais alta do semestre – de 35%, equivalente a 23.427 mortes entre os internados.

    Os declínios nestas estatísticas são resultado do reforço dos protocolos sanitários por meio da Fase Emergencial do Plano São Paulo que passou a vigorar também em março, aliado aos altos índices de cobertura vacinal alcançada pelo PEI (Plano Estadual de Imunização) contra COVID-19, principalmente entre os idosos acima dos 70 anos que já possuem esquema vacinal completo, ou seja, receberam a primeira e a segunda dose das vacinas.

    Todas essas faixas etárias atingiram coberturas vacinais acima da meta de 90% estipulada na campanha. A faixa etária acima de 90 anos teve cobertura de 95%, e neste grupo a letalidade entre internados caiu 24%. Entre os grupos 100% imunizados, as quedas foram ainda maiores: de 26% entre 80 e 89 anos, e de 34% na faixa de 70 a 79 anos.

    O estado já ultrapassou a marca de 62% de adultos vacinados com a primeira dose e de 20% com esquema vacinal completo. Mais de 29,5 milhões de doses já foram aplicadas nos 645 municípios. Os dados completos da campanha estão disponíveis em: https://vacinaja.sp.gov.br/.