OUÇA 105,9 AO VIVO
 

Notícias

  • Canal de Suez: equipes de resgate conseguem desencalhar navio gigante - 29/03/2021


    Equipes de resgate no Canal de Suez conseguiram desencalhar parcialmente o navio de contêineres Ever Given, de acordo com Bloomberg.com. Segundo o site de notícias, o provedor de serviços marítimos Inchcape conseguiu o feito quase uma semana depois que o navio gigante ficou preso, atravessado no canal e impedindo uma das rotas comerciais mais importantes do mundo.

    Embora o navio esteja flutuando parcialmente, ainda não ficou claro quando a hidrovia estaria aberta ao tráfego, ou quanto tempo levará para limpar o congestionamento de mais de 450 navios presos, esperando para sair ou a caminho do Suez.

    O acúmulo de pedidos é mais uma tensão para as cadeias de abastecimento globais já afetadas pela pandemia, pois o canal é uma rota para cerca de 12% do comércio global. Alguns navios já optaram pela longa e cara viagem ao redor do extremo sul da África em vez de Suez.

    O sucesso do resgate ocorreu após as equipes de escavadores removerem cerca de 27 mil metros cúbicos de areia, aprofundando o calado na área do encalhe.

    O Ever Given encalhou após sofrer com fortes rajadas de ventos de até 40 milhas por hora, interrompendo o tráfego de navios na rota mais curta entre a Europa e a Ásia.

    As condições podem ter tornado a embarcação de 400 metros de comprimento mais difícil de manobrar ou levantado a areia do deserto, reduzindo a visibilidade, disse o cientista-chefe da empresa de tecnologia meteorológica ClimaCell, Daniel Rothenberg.

    Um vídeo postado nas redes sociais parecia mostrar que a popa do navio havia girado, abrindo espaço no canal. Outras imagens, que não puderam ser verificadas imediatamente, incluíam aplausos e buzinas de navios soando em comemoração.

     

  • Prefeito Dieb solicita habilitação de leitos de UTI para atendimento de pacientes com COVID-19 em Colina - 26/03/2021


    No último dia 17 de março, o Prefeito Municipal de Colina, Dieb Taha, acompanhado da Secretária Municipal da Saúde, Dra. Sadia Daher Rodrigues Ferreira, entregou um Ofício ao Provedor da Sociedade Filantrópica “Hospital José Venâncio”, Osny Cézar Paro, solicitando a habilitação de novos leitos de UTI – Unidade de Terapia Intensiva, para atendimento exclusivo dos pacientes com COVID-19. Estive presente também a Administradora do Hospital, Juvenata Carvalho Del’Ângelo.

    Considerando que é necessário elevar a capacidade de atendimento, com abertura de novos leitos de UTI e de Enfermaria, a fim de evitar o colapso no Sistema de Saúde, o documento reivindica que o Hospital direcione os esforços necessários a adequar o seu espaço físico e solicite a habilitação de 10 (dez) novos leitos de UTI/COVID-19 adulto e 20 (vinte) novos leitos de Enfermaria de Retaguarda Temporários, junto ao Departamento de Saúde do Estado de São Paulo, uma vez que: se este objetivo for alcançado, representará um benefício enorme à população de Colina e região, como medida muito importante para o enfrentamento da Pandemia da COVID-19 e seus efeitos.

    De acordo com o Prefeito Dieb, “os novos leitos de UTI serão uma medida importante neste momento de condição de pandemia do Novo Coronavírus , ou seja, é oportuno esse suporte de mais leitos de UTI”.

    “Logo no início da pandemia, Colina foi uma das cidades pioneiras no enfrentamento à COVID-19, com adequação de espaço específico para atender a população. Implantamos o Centro de Enfrentamento ao Coravírus, acoplado ao Hospital José Venâncio e Pronto Atendimento Municipal. Não estamos medindo esforços para proteger a população. Estamos fazendo a nossa parte nessa luta e esperamos que as pessoas continuem fazendo a parte delas: mantendo o distanciamento social e seguindo as orientações de higiene”, destacou o Prefeito Dieb.

     

  • Prefeito Dieb autoriza acesso da Plataforma Digital de Aprendizagem de Colina à Indígenas do Amazonas - 26/03/2021


    Em atendimento ao pedido feito pela Coordenação de Educação Escolar Indígena – SEMED, o Prefeito Municipal de Colina, Dieb Taha, assinou no último dia 17 de março, documento autorizando o uso dos materiais pedagógicos de apoio da Plataforma Digital de Aprendizagem “ESCOLA EM CASA” – totalmente elaborada pelos professores da Rede Municipal de Ensino de Colina – à comunidade indígena localizada no sul do Estado do Amazonas, na cidade de Humaitá.

    Assim sendo, no sentido da pretensão de adaptação à realidade das escolas indígenas, Colina ficará isenta de qualquer responsabilidade, cedendo apenas o conteúdo do material.

    A Plataforma Digital de Aprendizagem “ESCOLA EM CASA” traz conteúdos para garantir a rotina de estudos dos alunos, bem como garantir o aprendizado e o desenvolvimento pedagógico durante o período de suspensão das aulas devido à pandemia do Novo Coronavírus – COVID-19. Assim sendo, a equipe técnico-pedagógica da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Colina, juntamente com os professores e gestores de todas as unidades escolares, criou a plataforma digital onde são disponibilizadas atividades que os alunos devem desenvolver em casa.

    “Importante exaltar que a nossa plataforma digital teve até o momento mais de 123 mil acessos, resultado de um excelente trabalho feito pelos nossos professores, coordenadores pedagógicos e diretores de escola. Colina segue como referência, e isso muito nos orgulha. Todas as conquistas implantadas no setor educacional são fruto de planejamento e de um Plano de Governo que prioriza a Educação”, ressaltou o Prefeito Dieb

     

  • Colina 60 casos ativos de COVID-19 - 26/03/2021


    Segundo os dados divulgados ontem pela Secretaria Municipal de Saúde, Colina tem no momento sessenta pessoas em tratamento da COVID-19, sendo que 55 estão em tratamento domiciliar e 5 internadas (duas na enfermaria e três na UTI em Barretos).

    Casos suspeitos somam 178, com 172 em isolamento domiciliar e 6 na enfermaria.

    Desde o começo da pandemia, em março de 2020, Colina tem 1049 casos confirmados de COVID-19, com 36 óbitos.

    A taxa de ocupação dos leitos de UTI na região está em 93,5%.

     

  • Prefeitura de Colina realiza serviço de desratização da rede de esgoto urbana - 25/03/2021


    A Prefeitura Municipal de Colina, por meio do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Colina – SAAEC e da Secretaria Municipal da Saúde/Vigilância Epidemiológica e Controle de Vetores está realizando o trabalho de desratização da rede de esgoto urbana em todos os bairros, para controle e eliminação de roedores.

    A orientação da Secretaria Municipal da Saúde é que os moradores mantenham os ralos fechados, caixas de gordura vedadas, pias e tanques tampados. Todas as aberturas para a rede de esgoto devem ser fechadas.

    A ação, que consisti na colocação de iscas (raticidas) nos pv’s (poços de visita), conhecidos popularmente como bueiros, tem como objetivo reduzir a população de ratos,e está sendo realizada no período de 22 a 26 de março, executada por empresa contratada, com a supervisão da equipe do Departamento de Controle de Vetores. Ao todo, o serviço percorrerá cerca de 650 pv’s (poços de visita).

    Para que este trabalho seja ainda mais eficaz, o Coordenador de Fiscalização Epidemiológica, Antonio Donizete Figueira, pede que a população também faça sua parte. “A desratização será potencialmente mais eficaz se a população colaborar mantendo seus quintais limpos, cuidando para não deixar vasilha com ração de animais exposta, nem sacos de rações em locais abertos, além de não jogar lixo, entulho e restos de comida em terrenos baldios”, alerta.

    O Prefeito Municipal Dieb Taha destacou que Colina é uma dos poucos municípios da região a realizar a desratização da rede de esgoto. “Além deste trabalho, realizamos a desinsetização da rede, com o tratamento químico para controle e combate às baratas e escorpiões”.

    Dieb acrescentou, dizendo: “é de fundamental importância a colaboração da população, de modo a mudar costumes e hábitos. É essencial não jogar restos de alimentos, entulhos e papéis na rua, terrenos baldios, bueiros e espaços públicos em geral”.

     

  • Colina vacina contra COVID-19 idosos com 72 anos ou mais - 25/03/2021


    A Prefeitura Municipal, por meio da secretaria Municipal da Saúde, iniciou a vacinação dessa faixa etária (72 a 74 anos), na última segunda-feira, 22 de março. A nova etapa de imunização faz parte do cronograma do Plano Nacional e Estadual de Imunização.

    A vacinação permanece das 8h às 16h30, de segunda à sexta-feira, no prédio da EMEI Maria Luiza Toledo Guarnieri, no bairro Vila Fabri, na Rua: José Camolesi, 407, ao lado da Unidade Básica de Saúde. No local, também funciona o sistema drive-thru, para garantir mais conforto e rapidez na imunização dos idosos, sem a necessidade de saírem do veículo para receber a vacina.

    Não há necessidade de agendamento, apenas a apresentação de documentos pessoais (RG e CPF), Carteira de Vacinação e o Cartão SUS.

    No caso de idosos acamados, familiares devem fazer o agendamento na Secretaria Municipal da Saúde para que as equipes realizem a imunização em casa.

    O Início da vacinação - A vacinação começou imunizando os profissionais que trabalham na linha de frente de combate à doença, depois avançou e permitiu a imunização de todos os profissionais da área da saúde.

    Em seguida, foi a vez dos idosos que residem em asilos, junto com os idosos acima de 90 anos. Depois, foram vacinados idosos entre 85 e 89 anos, 80 a 84 anos, 77 a 79 anos e 75 a 76 anos. E agora E agora a vacinação dos idosos de 72 a 74 anos.

    Doses aplicadas - Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde, do início da vacinação até o momento, Colina já aplicou cerca de 1.706 doses da vacina contra o Coronavírus, incluindo idosos e profissionais da saúde das redes municipal e particular.

    Cuidados continuam - Apesar da vacinação, a luta contra o Coronavírus continua e assim, é essencial que a população continue a seguir as ações preventivas contra a propagação da COVID-19, tais como: usar máscaras; higienizar as mãos com álcool gel e evitar aglomerações, garantindo assim, o distanciamento social.

     

  • Cinco colinenses estão internados com COVID-19 - 25/03/2021


    Segundo dados divulgados ontem pela Secretaria Municipal da Saúde, Colina tem cinco pessoas internadas com COVID-19 (duas na enfermaria e três na UTI em Barretos). Mais 55 pessoas estão em tratamento domiciliar, totalizando 60 casos ativos da doença no momento. Casos suspeitos hoje são 153, seis estão na enfermaria e 147 em isolamento domiciliar.

    Desde o começo da pandemia Colina teve confirmados 1049 casos de COVID-19, com 33 óbitos. Destes 33 óbitos, dezesseis foram registrados apenas entre janeiro e março de 2021, sendo que de março a dezembro de 2020 foram 17.

    A taxa de ocupação de leitos de UTI na Região da DRS V está em 95,3%.

     

  • Produção de usina de oxigênio em Ribeirão Preto vai atender 166 pacientes por dia, diz cervejaria - 23/03/2021


    Após anúncio do governo de São Paulo sobre a instalação de uma usina de oxigênio em Ribeirão Preto (SP), a AmBev informou que a produção e o envase devem começar no início de abril.

    Em nota, a empresa informou que a operação vai atender até 166 pacientes por dia. A capacidade de produção será de 120 cilindros de 10 metros cúbicos por dia.

    Os cilindros de oxigênio serão doados para unidades de saúde que estejam em situação crítica no estoque do insumo.

    Segundo a AmBev, a usina será instalada na cervejaria Colorado. A unidade fica próximo à Rodovia Anhanguera (SP-330), na zona Leste da cidade, e já passa por adequações para início da atividade. A empresa informou que vai manter três turnos de trabalho 24 horas por dia para atender a demanda.

    Em entrevista coletiva no início da tarde, o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, disse que a gestão estadual mobiliza a inciativa privada para ampliar a produção e a distribuição de oxigênio no estado.

    Ainda de acordo com a gestão estadual, fornecedores garantiram o abastecimento do produto em reunião com o governador João Doria (PSDB) na manhã desta segunda (22).

    As negociações visam atender os hospitais da rede estadual, municipal, entidades filantrópicas e também da rede particular.

    "Hoje a reunião foi muito importante, com as cinco principais empresas de fornecimento de oxigênio. O objetivo foi ouvir quais são os desafios que as empresas têm e garantir o fornecimento para todo o estado. Tivemos a excelente notícia da Ambev com essa usina que produzirá 125 cilindros por dia", afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.

    A secretária afirmou que o governo montou uma força-tarefa para conseguir doações ou empréstimos de cilindros.

    Na sexta-feira (19), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso de cilindros industriais para armazenar oxigênio hospitalar e evitar o desabastecimento do chamado kit intubação, usado no tratamento de pacientes graves da Covid-19.

    No encontro com as empresas, o secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, disse que o estado registrou um aumento acima de 40% na demanda pelo produto.

     

  • Médico alerta sobre nebulização com hidroxicloroquina: "Risco de danos às vias aéreas" - 23/03/2021


    Na última sexta-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a ser motivo de polêmica ao citar o uso da hidroxicloroquina, mas, desta vez, diluída em soro, na nebulização. A declaração foi feita em um programa da Rádio Acústica FM, em Camaquã, município do interior do Rio Grande do Sul. Na ocasião, Bolsonaro defendeu o uso de medicamentos off-label (cuja indicação do profissional diverge da bula) contra a covid-19, afirmou a rádio. Durante a entrevista, o presidente questionou a demissão de uma médica gaúcha por prescrever o medicamento por via inalatória a um paciente. “No Brasil a pessoa é criminalizada quando tenta uma alternativa para salvar quem estar em estado grave”, afirmou Bolsonaro, ao vivo, por telefone. Lembrando que, por enquanto, não há comprovação de eficácia no uso da hidroxicloroquina contra o coronavírus. Pelo contrário, médicos alertam que há risco de efeitos colaterais severos, como arritmia cardíaca.

    Apesar de a recomendação do presidente não ter sido direcionada para nenhuma faixa etária, resolvemos tirar dúvidas que servem tanto para adultos quanto para crianças: afinal, quais os riscos da nebulização com ou sem medicamentos nesse momento de pandemia? Em entrevista à CRESCER, Flávio Melo, pediatra pelo Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira, do Recife, e autor do perfil @flaviopediatra, respondeu à várias questões sobre o assunto.

    CRESCER: Qual é a diferença entre inalação e nebulização?

    Flávio: Em geral, esses termos são utilizados como sinônimo. No entanto, o ato de receber uma solução (soro ou medicamento) através da inalação do vapor gerado por um aparelho (nebulizador) é chamado de nebulização.

    CRESCER: A nebulização pode ser usada como medida profilática em relação à covid-19 ou outras doenças do trato respiratório?

    Flávio: Não há evidências científicas de que o uso regular da nebulização atue como medida de prevenção específica contra a covid-19 ou infecções por outros vírus respiratórios. Não há também indicativos que seja superior à lavagem nasal, que é um procedimento que gera bem menos aerossóis e tem mais eficácia para aliviar a obstrução nasal.

    CRESCER: Quais os riscos de fazer inalação com medicamentos sem a orientação médica? Ou mesmo o uso da hidroxicloroquina para prevenir ou tratar a covid-19?

    Flávio: Nenhuma diretriz do tratamento da covid-19, com base nas melhores evidências, indica o uso de alguma medicação como cloroquina e outras. É muito importante frisar que, em geral, as medicações usadas na nebulização precisam ser formuladas especificamente com substâncias para esse fim. Simplesmente pegar um comprimido, macerar e colocar em soro para nebulizar pode fazer com que substâncias excipientes [sustâncias farmacologicamente inativas usadas como veículo para o princípio ativo, ajudando na sua preparação ou estabilidade] que existam nessas medicações causem danos às vias aereas, pois não há formulação específica para esse uso.

    CRESCER: A inalação somente com soro oferece riscos se feita indiscriminadamente?

    Em geral, a inalação com soro fisiológico não causa grandes efeitos colaterais. No entanto, é importante evitar o uso de soluções caseiras porque pode haver erro na concentração de sódio, sob o risco de irritação ou exacerbação da reatividade nasal brônquica nas vias aéreas. Outro risco que considero importante é a geração de aerossóis infectivos a partir do momento, por exemplo, que você nebuliza uma criança que está chorando e resistindo. Nesse caso, pode haver a emissão de partículas ou gotículas de vírus no ar, através do aerossol gerado pelo nebulizador, infectando outras pessoas que não estejam protegidas. Por isso, na minha opinião, o prudente é evitar a nebulização nesse contexto de pandemia. Se realmente for necessário, ela deve ser feita em um ambiente em que não haja suspeitos de covid-19 e tomando os devidos cuidados.

     

  • Seis colinenses estão internados com COVID-19 - 23/03/2021


    Segundo o boletim epidemiológico diário da Secretaria Municipal de Colina, seis colinenses estão internados com COVID-19 (dois na enfermaria, um no Hospital Regional de Bebedouro e três na UTI em Barretos). Este é o menor número de internados desde 16 de fevereiro quando 5 pessoas estavam internadas.

    Além destes 6 internados, mais 44 pessoas estão em tratamento domiciliar, totalizando 50 pessoas com casos ativos. Casos suspeitos são 134, com 133 em isolamento domiciliar e um na enfermaria.

    Desde o começo da pandemia Colina já registrou 1038 casos de COVID-19, com 32 mortes.

    Na região da DRS V, formada por 15 municípios, entre eles Colina, apresentou mais um dia com queda no número de novos casos (-14,4%) e de óbitos (-12,9%).

    Porém a taxa de ocupação de leitos de UTI segue alta e atingiu ontem o maior índice desde o começo da pandemia, 97,2%. Em Barretos todos os leitos estão ocupados.