OUÇA 105,9 AO VIVO
 

Notícias

  • Banco do Povo participa do Multirão do Micro-crédito nesta terça-feira - 25/11/2008


    A Secretaria de Empregos e Relações de Trabalho do Estado de São Paulo está realizando o Multirão do Micro-crédito, que será realizado, em todo Estado, nesta terça-feira, dia 25. A expectativa é de que sejam assinados, aproximadamente, mil contratos no Estado de São Paulo. O Banco do Povo de Colina está participando do Multirão, durante todo o dia. Os interessados devem ser empreeendedores formais ou informais, e devem estar instalados no município há mais de 06 meses.
  • Secretaria de Saúde prorrogou a Campamha de Vacinação contra Rubéola - 25/11/2008


    A Secretaria Municipal de Saúde de Colina prorrogou a Campanha Nacional de Vacinação contra Rubéola, que vai ser realizada até o dia 15 de dezembro.

    Homens e mulheres, com idade entre 20 e 39 anos, devem ser imunizados.

    As mulheres que estavam grávidas na época da Campanha, que já tiveram seus bebês, devem tomar a dose da vacina, mesmo que estiverem amamentando.

    Vale lembrar que a vacina não atrapalha em nada o aleitamento.

    Portanto, quem ainda não se vacinou, deve procurar o Centro de Saúde.
  • Promotor de Barretos mantém lista de vereadores ameaçados - 25/11/2008


    O Promotor de Barretos, Aluísio Maciel Neto, não mudará a lista dos eleitos, requeridos na ação que pede a redução de 17 para 11 vereadores no próximo mandato.

    O representante do Ministério Público recebeu o barretense Roberto Fabres, autor da representação para a diminuição de cadeiras na Câmara barretense.

    De acordo com a ação civil pública, perderiam as vagas:
    Carlão do Basquete, Dr. Caio, Capitão Carlos, Miltinho, Guilherme Ávila e Dr. Francisco.

    O processo tramita na 2ª Vara Cível e o promotor decidiu manter a lista original.
  • Vereador de Barretos quer apoio contra queimadas - 25/11/2008


    A manutenção da lei que impede as queimadas em Barretos, a partir de 1º de janeiro poderá depender da participação da comunidade.

    O vereador barretense Paulo Corrêa, autor da lei, revelou que pretende realizar movimento buscando o apoio da população e também de outras cidades que têm regulamento semelhante.

    A preocupação é com recente liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal no caso da cidade de Paulínia, para impedir a vigência da lei.

    Barretos tem cerca 60 mil hectares de cana plantados e 80% é colhida por máquina.
  • Concurso do INSS abre 900 vagas em Minas Gerais - 25/11/2008


    O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), realiza concurso público para preencher 900 vagas em Minas Gerais.

    O cargo disponível é de Analista do Seguro Social e é preciso ter formação em Serviço Social.

    O salário é de R$ 3 mil 586 reais.

    As inscrições podem ser feitas até dia 3 de dezembro pelos correios e até 10 de dezembro pela internet (www.funrio.org.br).

    A taxa é de R$ 50,00 reais.
  • Núcleo de Teatro de Barretos vai participar do “Dia D” em Colina - 25/11/2008


    O Núcleo de Teatro CEMART de Barretos recebeu convite da Prefeitura Municipal de Colina para encenar uma peça que aborda o combate ao mosquito transmissor da Dengue, o aedes aegypti.

    A apresentação vai acontecer neste sábado, 29 de novembro, durante o “Dia D” de combate à dengue, que vai ser realizado na Praça Matriz, em Colina.
  • Conselho ambiental debate queimadas em Barretos - 24/11/2008


    A reunião do Conselho de Defesa Meio Ambiente teve dois importantes temas em pauta: as queimadas de cana no município de Barretos e o diagnóstico dos mananciais.

    O encontro aconteceu na sede da Fazenda Municipal.

    Esta foi a primeira reunião da nova diretoria, eleita neste mês.
  • Doação para Hospital de Câncer de Barretos - 24/11/2008


    O Hospital de Câncer de Barretos tem déficit mensal de R$ 2 milhões.

    São 2 mil e 500 atendimentos por dia, sendo 99% pelo SUS.

    A Campanha Direito de Viver continua até 12 de dezembro, para arrecadar fundos à instituição.
  • Calor aumenta venda de piscina e ar condicionado em Ribeirão Preto - 24/11/2008


    O calor forte das últimas semanas já provocou um reflexo no comércio.

    As vendas de aparelhos de ar condicionado e piscinas aumentaram em Ribeirão Preto.

    A procura é tão grande que, em alguns casos, há fila de espera.

    Rodrigo Pinheiro é diretor comercial de uma fábrica de piscinas de vinil em Ribeirão Preto e, segundo ele, a produção deste ano foi 10% maior do que a de 2007.

    Para poder atender a demanda, os funcionários estão trabalhando em ritmo acelerado.

    Outro produto bastante procurado no calor é o ar condicionado.

    Em uma loja de Ribeirão, as vendas aumentaram 30%.

    Muitas vezes o estabelecimento tem dificuldades para atender os clientes com agilidade.

    De acordo com os comerciantes, a falta de mão-de-obra especializada para instalar os novos modelos de ar condicionado também é responsável pela demora.
  • Procura por produtos de Natal está baixa em Ribeirão Preto - 24/11/2008


    Os consumidores estão mais cautelosos nas compras para as festas de final de ano.

    Com o aumento do preço de muitos produtos tradicionais, a procura diminuiu principalmente no Mercado Municipal de Ribeirão Preto.

    Nos estabelecimentos do Mercadão, os estoques de castanhas, nozes, frutas cristalizadas e outros produtos, muito vendidos para as festas, ainda estão cheios.

    Os comerciantes apostaram que o movimento começaria a crescer no início de novembro, como no ano passado, mas não foi o que aconteceu.

    A justificativa pelo baixo movimento está nos preços que subiram, em média, 30%.

    Além dos produtos importados, os nacionais também sofreram elevação.

    A castanha do Pará, por exemplo, que custava R$ 20,00 reais agora custa R$ 26,00.

    Segundo os comerciantes, isso acontece em decorrência da crise financeira mundial, que elevou a cotação do dólar.

    A clientela está mais disposta a pesquisar do que gastar dinheiro.

    Para conseguir vender, os vendedores têm que se esforçar.

    Para não estourar o orçamento da ceia, o consumidor acaba comprando menos, ou pesquisando a procura de descontos.