OUÇA 105,9 AO VIVO
 

Notícias

  • Projeto Colina Canta - 08/10/2008


    O Projeto Colina Canta, que atua no município há 5 anos, tem como objetivo promover, gratuitamente, lazer e entreterimento, através de apresentações musicais à população local, além de oferecer aulas de música, sem custo nenhum, para alunos de baixa renda.

    O Projeto, idealizado e coordenado por Mileno Mendonça, atende cerca de 8 alunos e recebe o apoio da Prefeitura Municipal.
  • Colina participou de Campeonato de som e rebaixados na cidade de Monte Alto - 09/10/2008


    A Equipe de Colina participou do 2º Campeonato de Som e Rebaixados, que aconteceu dia 21 de setembro, em Morro Agudo.
    Esta foi a primeira participação da equipe, formada há um mês, em eventos regionais.
    Os integrantes da equipe se classificaram nas primeiras posições em três categorias.
    O Campeonato teve a participação de várias cidades da região.
    Além de representar o município, o objetivo da equipe, que possui 20 integrantes, é participar de encontros de veículos rebaixados e com suspensão modificada.
  • Atendimento odontológico é oferecido gratuitamente à população colinense - 08/10/2008


    A Secretaria Municipal de Saúde ampliou o atendimento odontológico em Colina.

    Foi realizada a instalação de consultórios nas Unidades Básicas de Saúde do Nosso Teto e do CDHU II, o que facilitou e muito, a vida da população destes bairros e dos bairros próximos.

    Está sendo oferecido, gratuitamente, tratamento dentário básico, como por exemplo, restaurações e prevenção.

    Os moradores do Nosso Teto, Vila Guarnieri e do CDHU II, que necessitem de atendimento, devem realizar a triagem nos Postinhos e aguardar a chamada para o tratamento.
  • PAT inicia treinamento da 2ª turma do Programa Time do Emprego Em Colina - 09/10/2008


    O PAT, Posto de Atendimento ao Trabalhador, iniciou o treinamento da segunda turma do Programa Time do Emprego.
    O Programa, tem como objetivo ajudar desempregados na busca por um trabalho, que seja compatível com habilidades e preferências, por meio de orientações que vão desde a elaboração de um currículo, até o comportamento diante de um entrevistador.
    O Programa compreende 16 encontros que estão sendo realizados às terças-feiras, das 13:30h às 16:30h, nas dependências do PAT.
    O PAT está localizado na Av. Dr. Manoel Palomino Fernandes, esquina da Rua 7 de Setembro.
    A primeira turma contou com a participação de 23 colinenses, sendo que, ao término do treinamento, 50% retornou ao mercado de trabalho.
    Mais informações podem ser obtidas no PAT.
  • Horário de verão começa no dia 19 de outubro - 06/10/2008


    O horário de verão deste ano vai começar no dia 19 de outubro, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

    À meia noite os relógios terão que ser adiantados em uma hora.
    O horário de verão deve acabar à meia-noite do dia 15 de fevereiro de 2009.

    A expectativa do Governo é que haja uma redução de 4 à 5% no gasto de energia, no horário de pico, o que equivale à economia suficiente para abastecer uma cidade com 6 milhões de habitantes.

    O horário de verão foi adotado pela primeira vez no Brasil, em 1931.
  • Fãs do McFly enfrentam frio e "cercam" hotel em SP - 08/10/2008


    Acompanhando a euforia que cerca a vinda da banda McFly ao Brasil, o grupo britânico está "cercado" em seu hotel, na zona sul de São Paulo, enquanto espera as apresentações que acontecem nesta quarta e quinta-feira, no Via Funchal. Mesmo com a garoa e forte frio, dezenas de fãs circulam do lado de fora do hotel com esperança que os integrantes dêem algum sinal.

    "Estamos aqui desde sábado. Estamos plantadas aqui na porta esperando eles darem autógrafo. Provavelmente eles vão descer hoje", diz Mayra, 13 anos. "Vamos ficar aqui até a hora que eles saírem, não importa se for meia-noite", completa.

    Com a quantidade de jovens que aguardam os integrantes, foram relatados até alguns incidentes, como uma menina que tentou entrar na van da banda e outro que teria tentado puxar o cabelo de um dos integrantes e teria arrancado seu piercing.

    Pensando na imagem ruim que o assédio pode ter causado na banda, parte dos fãs resolveu escrever uma carta de desculpas para o grupo. "A gente quer que eles tenham uma imagem boa, não ruim. Para eles voltarem logo", diz Mayra.

    "Acho que é preciso ter respeito. O pessoal vai lá faz isso e eles ficam pensando 'vão me atacar de novo'. Nem todos os fãs brasileiros são assim, só umas loucas", lamenta Marcela, 14 anos.
  • Lesão em vocalista cancela shows do Linkin Park na China - 08/10/2008


    O Linkin Park foi obrigado a cancelar cinco shows de sua turnê em função de um machucado nas costas do vocalista Chester Bennington.

    A banda, que era uma das escaladas para tocar em um show beneficente para as vítimas de um terremoto na província de Sichuan, na China, cancelou as apresentações no país.

    Segundo o site Gigwise, o comunicado aponta que Chester não pode "viajar ou ter nenhum tipo de atividade física". No entanto, o anúncio da banda não dá detalhes sobre a lesão do vocalista.

    Além das apresentações na China, um show que aconteceria em Las Vegas, na segunda-feira, também foi adiado.
  • "Odeio aviões", diz ex-Blink após acidente aéreo - 08/10/2008


    Travis Barker, ex-Blink 182, falou com a imprensa pela primeira vez após o acidente que sofreu no dia 20, quando o avião em que estava pegou fogo durante a decolagem. O baterista admitiu que "odeia aviões".

    "Meu maior medo sempre foi um acidente aéreo. Como isso já aconteceu, estou grato por estar vivo. Só estou feliz por estar aqui. Eu odeio aviões", disse ao jornal US Weekly.

    Quando a aeronave caiu em chamas, Travis conseguiu fugir escorregando por uma das asas ao lado do amigo DJ AM, os dois foram os únicos sobreviventes. "Estou ansioso para sair daqui, cirurgia após cirurgia. Estou fazendo o melhor que posso, mas tenho queimaduras no meu pé, cintura e mãos", disse. O baterista teve que ficar nove dias internado no hospital para tratar as queimaduras de terceiro grau.

    "Uma das mãos está com queimaduras de segundo grau e a outra terceiro. Quero me recuperar o mais rápido possível parar voltar a tocar bateria e segurar meus filhos novamente", completou.
  • Mallu Magalhães lota casa, grava DVD e passa mal em SP - 08/10/2008


    Em tempos de crise fonográfica, é impressionante que uma nova artista de 16 anos, com apenas um ano de carreira, reúna tanta gente em um espaço relativamente grande, o Na Mata, em São Paulo. A gravação de seu primeiro DVD, realizada nesta terça-feira, mostrou Mallu Magalhães dando os primeiros passos em direção a uma possível ascensão na música. A tensão deve tê-la deixado mal. No final do show, a jovem cantora saiu do salão com pressa, amparada por seguranças, pois não estava se sentindo bem.

    De acordo com sua assessoria de imprensa, Mallu estava com uma virose um dia antes e por isso não se sentiu bem após o show. Sem cadeiras ou mesas na parte inferior, o público se apertou - e não arredou o pé - para conferir mais uma apresentação da jovem prodígio, que não deixou passar, em nenhum momento, que talvez pudesse não estar se sentindo bem.

    Usando cartola e roupas pretas, assim como seus outros músicos, Mallu estava visivelmente nervosa na primeira entrada. Mas demorou pouco para que a platéia, que se dividia entre fãs árduos e "marinheiros de primeira viagem", logo se entregasse para sua contagiante voz.

    Em pouco mais de uma hora de apresentação - ela subiu ao palco com 1h15 de atraso - ela provou que segura a onda de sua recente fama. A voz, fina, doce e com um trabalho de altos e baixos, chega a impressionar.

    Idem é o seu talento com os instrumentos, mesmo que por vezes tenha errado notas e se atrapalhado para "soprar" uma gaita, segurar um violão e cantar com improvisos, tudo ao mesmo tempo.

    Como havia prometido em entrevistas recentes, Mallu cantou três músicas em português. Uma delas, segundo ela, era "fresca". Antes de apresentá-la, ela pegou se bloquinho de anotações, abaixou no palco com um jeito quase infantil e saiu virando as folhas, deixando aparecer uma caricatura óbvia, feita a lápis, do cantor Marcelo Camelo, com quem gravou o dueto Janta. Depois disso, colocou a letra no chão e provou que, ao contrário do que pensa, suas canções em português têm tão ou mais força do que aquelas em inglês, que por vezes se repetem.

    Durante o show, uma das caixas de som apresentou problemas, deixando transpassar muitos ruídos, especialmente aqueles saídos do violão de Mallu.

    Apesar de tudo, as pequenas falhas não pareceram incomodar ninguém. Difícil mesmo era entender qual era o real público da cantora: na platéia era possível ver jovens de diversas faixas etárias, empunhando câmeras e se aglomerando até próximo às portas que davam acesso à pista. Lá em cima, a atenção era a mesma.

    Entre uma canção e outra, Mallu pediu desculpas por não poder atender os fãs no camarim. "São problemas de estrutura na casa.

    O camarim é muito pequenininho", justifica, como se tivesse que retribuir um favor. Eles não se importaram e entregaram os mais variados presentes a ela lá mesmo.

    No final do show, Mallu ainda apresentou um cover de Johnny Cash, mas, por motivos óbvios, não voltou para o bis.

    Com CD prestes a ser lançado no mês que vem - antes haverá o lançamento online - e seu primeiro DVD pronto para ser editado, Mallu Magalhães parece estar bem próxima de ser considerada um fenômeno nacional, não só por contribuição de quem ouve sua música na Internet, mas por aqueles que vão escutar, aos poucos, seu nome nos jornais, revistas e televisão. Por sua evolução, não vai demorar muito.

    Quem quiser conferir o show de Mallu pode garantir ingresso para o Planeta Terra Festival. Ela é uma das atrações do evento, que será realizado em 8 de novembro na Villa dos Galpões, em São Paulo.