OUÇA 105,9 AO VIVO
 

Notícias

  • Silvinho é eleito prefeito de Jaborandi - 17/11/2020


    Silvio Vaz de Almeida (PODE), 62, é o novo prefeito de Jaborandi (SP). Com 51,92% dos votos válidos, um total de 2.213 votos, na eleição deste domingo (15), Silvinho foi o vencedor com 100% das urnas apuradas.

    Marcos Antonio Daniel (PSDB), que disputava reeleição, que ficou em segundo, com 44,93%, seguido por Ailton Crispim (Solidariedade), 3,14%. Do total de votantes, 30 eleitores (0,68%) votaram em branco, enquanto outros 124 (2,81%) anularam o voto. O número de eleitores que não votou foi de 719, equivalente a 14,00% do eleitorado. A soma de brancos, nulos e abstenções é de 873, ou 17,00% dos aptos a votar.

    Os vereadores eleitos em Jaborandi foram:

    Moacir Sales Junior (PSDB), Marcelo Fernando Colosi (PTB) -  Julio Carlos Cardoso (PSDB) - Antônio Luiz de Lima Júnior (MDB) -  Odair Pereira Rasteiro Junior (PTB) Eduardo Atavila dos Santos (PTB) - Douglas da Silva Souza (PSDB) - Dione Eduardo da Silva Fernandes (Solidariedade) - André Luís Grechi Junqueira (PODE) –

     

  • Paula Lemos, do DEM, é eleita prefeita de Barretos - 17/11/2020


    Paula Lemos, do DEM, foi eleita, neste domingo (15), prefeita de Barretos (SP) para os próximos quatro anos. Ao fim da apuração, Paula Lemos teve 52,20% dos votos. Foram 27.540 votos no total.

    A candidata derrotou Dra. Glaucia Delegada, que ficou em segundo lugar com 20,79% (10.965 votos).

    A eleição em Barretos teve 33,47% de abstenção, 5,24% votos brancos e 6,63% votos nulos.

    Paula Lemos tem 43 anos, é casada, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de servidora público municipal. Ela tem um patrimônio declarado de R$ 141.550,45.

    O vice é Gustavo Sasdelli, do PL, que tem 45 anos. Os dois fazem parte da coligação Juntos Pra Cuidar de Barretos, formada pelos partidos PP, PL, CIDADANIA e DEM.

    Veja o resultado após o fim da apuração: Paula Lemos - DEM - 52,20%, Dra. Glaucia Delegada - PSDB - 20,79%, Luiz Tegami - PV - 10,86%, Dr Munir - PSL - 6,47%, Raphael Dutra - PSD - 4,31%, Lambari - PMB - 2,37%, Joana Soleide - PODE - 1,74%, Angelo Duarte - PTB - 1,26%.

    Os vereadores eleitos em Barretos foram: Adilson Ventura de Melo (PL), Adilson Bandeira Junior (PL), Ricardo Batista da Rocha (PP), Vagner Chiapetti (Republicanos), Dr. Raphael Oliveira (PRTB), Chafei Amsei Neto (MDB), Raphael Silvério (PSDB), Luiz Paulo Vieira (PRTB), Elson dos Santos (Republicanos), Rodrigo Malaman (PSDB), Luis Anastácio “Paçoca” (Solidariedade), Paulo Correa (PL), Nestor dos Santos (Democratas), Angelo Tegami Neto (PV), Carlos Henrique dos Santos (PSD), Gabriel Uchida (Democratas), Fabricio Lemos (PSL).

     

  • Apenas dois vereadores foram reeleitos - 17/11/2020


    A Câmara dos Vereadores de Colina passará por uma enorme renovação em 2021. Dos atuais onze vereadores apenas dois, Marquinho Morales e Fátima Piai Ramadam, conseguiram a reeleição.

    Da atual legislatura Zé Penachione, Tati Enfermeira, Henrique Campase, Liu, Totonho Motorista e Célia da Habitação não se reelegeram. Edinalva, Dr. Fernando Galetti e Daniel Cury não se candidataram.

    O professor Gustavo Montanha (MDB) foi vereador mais votado com 560 votos. Tirando os reeleitos apenas dois eleitos neste domingo já ocuparam uma cadeira na Câmara: Limão e Zé Afonso.

    A situação terá 7 vereadores e a oposição 4. Os onze vereadores eleitos foram: Montanha (MDB, 560 votos), Marquinhos Morales (PSDB, 382 votos), Limão (PSDB, 346 votos), Rafael Cury (PSB, 300 votos), Valdir Brait (PSB, 266 votos), Evonei Fernandes (MDB, 264 votos), Rafael Maringá (PSDB, 260 votos), Zé Afonso (PSDB, 256 votos), Fátima Piai Ramadan (Solidariedade, 249 votos), João Amadeu (PSB, 245 votos), Tonho Muniz (Democratas, 175).

    O PSDB é o partido com mais cadeiras, quatro ao todo. O PSB terá três vereadores. O MDB tem dois vereadores e Solidariedade e Democratas ficou com uma cadeira cada.

    A eleição para vereador teve 10.387 votos válidos, 359 brancos e 458 nulos. Lembrando que no cálculo final apenas entram os votos válidos.

     

  • Com 59,64% dos votos, Dieb é reeleito prefeito - 17/11/2020


    O prefeito Dieb Taha, junto com seu vice, Sérgio Campanholi, foi reeleito prefeito de Colina nas eleições realizadas ontem. Dieb teve 59,64 dos votos válidos, que significa 6.274 votos. Em segundo ficou Daniel Cury, com 34,46% (4.046 votos) e em terceiro Luis Humberto Paro com 1,89% (199 votos).

    Dieb Taha, que é do PSDB, irá para seu quarto mandato como prefeito. Ele já chefiou o executivo colinense entre 2001 e 2008 e termina seu terceiro mandato no próximo dia 31 de dezembro e já inicia o novo em 1º de janeiro de 2021.

    Dieb tem 58 anos, é casado, tem ensino médio completo e declara ao TSE a ocupação de empresário. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 251.367,74. O vice é Sergio Campanholi, do DEM, que tem 62 anos.

    Os dois fazem parte da coligação Trabalho e Compromisso Com o Progresso, formada pelos partidos PTB, MDB, PL, DEM, PSDB e PSD.

    Do total de votantes, 241 eleitores (2,15%) votaram em branco, enquanto outros 444 (3,96%) anularam o voto. O número de eleitores que não votou foi de 3.621, equivalente a 24,42% do eleitorado. A soma de brancos, nulos e abstenções é de 4.306, ou 29,05% dos aptos a votar.

    A festa dos apoiadores de Dieb começou pouco depois do fechamento das urnas. Com a demora do TSE apresentar os resultados em seu sistema, o resultado da eleição colinense foi conhecido fazendo projeções através dos boletins de urna.

    Em uma rede social, o prefeito reeleito declarou em um vídeo “segunda é dia de trabalho, estarei na prefeitura fazendo o meu trabalho como sempre fiz”.

    Indo para o quarto mandato, Dieb Taha se torna o prefeito que mais governou a cidade na história.

     

  • Confira seu local de votação - 13/11/2020


    Domingo é dia eleição e você precisa ficar atento ao seu local de votação. Confira as sessões eleitorais de Colina:

    EMEF Lamounier de Andrade: 2-3-4-5-6-7-31-34-37-46-65

    EMEF José Venâncio Dias: 8-9-10-11-12-13-14-62

    EE Professor Darcy Silveira Vaz: 30-35-43-47-48-49

    EMEF Antonio Daher (COHAB 2): 16-51-52-53-55-60-63-88

    EMEI Professora Maria Aparecida Zanchetta de Camargo: 57-58-59-61

     

  • Laudo do IML indica morte por combinação de medicamentos que nada têm a ver com a vacina; homem encontrado morto em SP teria participado de teste da CoronaVac - 13/11/2020


    A causa da morte do voluntário que participava dos testes da vacina CoronaVac foi por uma combinação de medicamentos que não têm relação com o imunizante. Foi uma intoxicação aguda por agentes químicos.

    A Anvisa suspendeu os testes da vacina na segunda-feira (9) por causa de "evento adverso" em um voluntário e, na terça-feira (10), a divulgação do boletim de ocorrência mostrou que a causa da morte de um voluntário foi suicídio. No dia seguinte, a agência liberou a retomada dos testes.

    As regras que regulam testes de vacinas proíbem tanto os voluntários quanto os laboratórios de divulgar consequências ou eventos relacionados à testagem. Mas a imprensa apurou que foi essa morte que levou a Anvisa a suspender os testes da CoronaVac no Brasil por mais de 24 horas.

    A TV Globo teve acesso ao laudo do exame toxicológico realizado pelo Instituto Médico Legal (IML) no corpo que policiais encontraram no banheiro de um apartamento em 29 de outubro.

    O exame toxicológico detectou a presença de álcool no sangue, grande quantidade de sedativos e um analgésico cirúrgico cem vezes mais potente que a morfina. Ele não consumiu drogas ilícitas.

    Boletim de ocorrência - De acordo com o boletim de ocorrência registrado às 16h02 de 29 de outubro em uma delegacia da Zona Oeste de São Paulo, policiais militares foram acionados pelo rádio para atender a uma "ocorrência de encontro de cadáver".

    Ao chegar ao apartamento, os policiais foram recebidos pelo zelador do prédio, que mostrou um homem de 32 anos no chão do banheiro – perto do braço dele, havia uma seringa e diversas ampolas de remédio.

     

  • Colina tem três casos em tratamento de COVID-19 - 13/11/2020


    Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde, Colina tem três pessoas em tratamento da COVID-19 no momento, sendo que uma está em tratamento domiciliar, uma no Hospital Regional de Bebedouro e uma na UTI em Barretos.

    Casos suspeitos somam 11, com nove em isolamento domiciliar e dois na enfermaria de Colina.

    Desde começo da pandemia, em março, Colina soma 363 casos positivos de COVID-19, com 15 óbitos.

    O número de novos casos na região da DRS V caiu 51,8% e de óbitos 29% nos últimos 30 dias. A média móvel de mortes está em 0,51.

    A taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 30,4%, mais uma vez marcando o menor índice desde o começo da pandemia. A queda de novas internações é de 52%.

     

  • Polícia Ambiental fecha 'rinha de galo' e multa suspeito em R$ 104,5 mil em Batatais, SP - 12/11/2020


    A Polícia Militar Ambiental fechou na terça-feira (11) um local na zona rural de Batatais (SP) suspeito de ser utilizado para rinhas de galo. Um suspeito de promover a prática ilegal, além de manter pássaros em cativeiro, foi multado em R$ 104,5 mil.

    Após uma denúncia anônima, os agentes encontraram 33 galos que podem ter sido usados nas brigas, além de arenas com manchas de sangue e utensílios para competições como esporas e biqueiras.

    No local também foram encontrados 11 pássaros em gaiolas, uma delas com uma armadilha, indicando que a ave tinha acabado de ser capturada.

    O suspeito foi autuado e multado em R$ 99 mil pela suspeita de promoção das rinhas de galo e em R$ 5,5 mil por manter espécies em cativeiro.

    Os pássaros foram entregues aos veterinários do Bosque Municipal Fábio Barreto, em Ribeirão Preto (SP), para avaliação e posterior reintrodução na natureza.

     

  • Educação cria Banco de Talentos e recebe inscrições para dirigente de ensino - 12/11/2020


    A Secretaria Estadual da Educação está recebendo desde o último dia (9), as inscrições para os interessados em ocupar o cargo de dirigente regional de ensino. O prazo vai até às 23h59 do dia 22 de novembro. O processo seletivo ocorrerá em várias etapas e vai avaliar competências como foco em resultados, liderança, tomada de decisões, resiliência, entre outras.

    A seleção é uma segunda fase da política pública implementada pela Seduc em 2019, chamada Líderes Públicos, que prevê contratar ou manter profissionais na gestão escolar com base em critérios técnicos e competências profissionais.

    No ano passado, a Seduc selecionou 31 novos dirigentes regionais de ensino em um processo que contou com a inscrição de mais de 1200 servidores. As inscrições devem ser feitas no Banco de Talentos (https://bancodetalentos.educacao.sp.gov. br/), uma plataforma criada pela Seduc para gerenciar os processos seletivos.

     

  • HSJ completa uma semana sem internações em ala de Covid-19 - 12/11/2020


    O Hospital São Jorge completou uma semana sem internações suspeitas ou confirmadas de Covid-19, na última terça-feira (10). No boletim divulgado ontem, o hospital permaneceu sem pacientes na ala de Covid.

    De acordo com o médico e um dos diretores do hospital, Dr. Jorge Rezeck, além das internações, o número de atendimentos a pacientes com quadros de insuficiência respiratória e infecção de vias aéreas também caiu. Para o profissional, a queda pode ser explicada pela chamada imunidade de rebanho. “Isso acontece quando cerca de 80% das pessoas se infectaram e criaram anticorpos e, diante desta possível imunidade adquirida, o vírus perde muito a sua transmissibilidade”, afirmou.

    O médico diz ainda que não acredita em uma segunda onda da doença no Brasil, como aconteceu na Europa. “No início da pandemia, os europeus fizeram um isolamento real, muitos não se infectaram e quando começaram a retomar as atividades, foram contaminados, causando a segunda onda. No Brasil, a adesão ao isolamento foi menor, por isso passamos por um período com grande número de contaminados, mas agora acredito que não voltaremos aos altos índices já registrados anteriormente”, afirmou. Sobre a vacina, o médico diz que ainda não existe como prever a chegada desta imunização para a população em um futuro próximo.